For no one

Your awesome Tagline

1 note

Eu tenho mais medo das reticências do que dos pontos finais.

As reticências são, na escrita, a sequência de três pontos (sinal gráfico: …) no fim, no início ou no meio de uma frase. A utilização deste gênero de pontuação indica um pensamento ou ideia que ficou por terminar e que transmite, por parte de quem exprime esse conteúdo, reticência, omissão de algo que podia ser escrito, mas que não é.

2 notes

O que eu (não) tenho pra oferecer

Eu não tenho muito o que te oferecer, não tenho nem eira e nem beira, mas tenho amor pra te dar. Não fui criado tomando leite com pera, assistindo cartoon network e nem jogando nesses fliperamas de shoppings, mas posso te fazer rir com um monte de besteiras que tive que aprender pra passar o tempo. Não tive muitos mimos, aliás, ainda não tenho, tudo foi sempre muito difícil, a vida nunca passou a mão na minha cabeça, mas posso te dar dengo por muito tempo, sem nem até me tocar que o tempo tá passando. Não tenho carro - Mobilidade pra mim tem sido uma coisa difícil - hoje em dia o carro é uma extensão do corpo dos rapazes dessa cidade - Conta até para medir a beleza do indivíduo, coitado de mim- , mas desculpe, eu não tenho esse prolongamento do meu corpo, não posso te deixar em casa, te levar pra tomar um sorvete em qualquer dia desses de calor (…), mas eu posso te fazer revirar o olho e te levar para um canto que só você sabe aonde. Não moro por perto, ou em algum condomínio desses da parte alta da cidade, desculpe, sempre vou ter que sair mais cedo pra te encontrar, e sempre vou chegar em casa mais tarde que você, vai ser difícil te trazer um dia pra casa, a distancia e a locomoção é um problema - Como já falei antes - , mas posso te guardar nos meus braços e fazer neles morada segura que pode te tranquilizar e te fazer dormir, ou simplesmente descansar e se sentir confortável depois desses estresses que a vida oferece. Não sou um rapaz bonito, também não me visto com roupas da moda, o que não contribui bastante, a falta de beleza poderia ser camuflada com roupas bonitas, sigo feio - A falta do carro contribui mais ainda para o triste fato -, mas posso ser um cara legal ao ponto de tu esquecer e deixar isso pra lá. O que eu tenho pra te oferecer é calor, carinho, marcas no teu corpo, orgasmos, risadas, afago, fugas de rotina,tardes boas, algumas cervejas, um milk shake, beijos e amor, aliás, o que não falta é amor pra te oferecer, não sei se é o suficiente, mas é o que tenho.

4 notes

Geralmente as pessoas são mais egoístas em relação a ter prazer, preferem receber carinho, palavras bonitas, uma boa transa, mas eu poderia passar o dia todo te dando amor como foi hoje de tarde, passar a o dia todinho te enchendo de beijo, alisamento, e te fazendo rir. Quando tu tá do meu lado as coisas fluem fáceis, minha mão não cansa, minha boca não seca, meu carinho fica do mesmo jeito e os beijinhos cada vez mais molhados ao passo que eu te beijo mais. Gosto de te ver cair em mim, se guardar em mim, se sustentar em mim, gosto de te ver guiando minha mão pra mais carinho e levantando o rosto pra mais beijo,a explicação pra isso tudo é fácil, a gente se encaixa.

0 notes

Das tardes alternadas

Já são quase seis,
você se atrasou pro francês,
e eu não quero te lembrar
que essa tarde vai acabar.
Já passou das seis,
quando eu te vejo outra vez?
depois de amanhã vai demorar
e eu não quero esperar..

1 note

O coração presta depoimento

-Ora, a culpa não é só minha, quem a enxerga são os olhos, e quem traduz a luz que passa por eles é o cérebro. Já faz uns bons meses que eu não consigo mais me controlar, eu bem que tentei, mas naqueles abraços que tu dá eu fico pulando sem parar, e quando acontece algo ruim eu fico batendo tristinho e tudo desanda, desculpa! eu sei que a minha função era bater normal em qualquer circunstância, foi mal. Mas tu nao tem ideia de como eu fico quando ela aparece nos dias que tu a vê, antes mesmo dela aparecer já fico pulando cheio de ansiedade, e quando ela vai embora eu fico pulando comemorando pelo tempo bom que acabara de passar. Mas me desculpe, a culpa não é só minha, eu tava congelado, quieto, na minha, mas o negócio foi esquentando… e esse cérebro não é flor que se cheire.

- Então é uma formação de quadrilha?